Região

Polícia Federal e Força Verde vão atuar juntos contra o desmatamento no Paraná

Da Redação ·

Durante a reunião Mãos Limpas na manhã de ontem (16), o governador Roberto Requião manifestou apoio à idéia de um trabalho conjunto entre a Polícia Federal e o Batalhão da Polícia Ambiental Força Verde para combater o desmatamento no Paraná. O secretário da Segurança Pública do Paraná , Luiz Fernando Delazari, vai fazer uma reunião ainda esta semana para formar uma força-tarefa para por a proposta em prática.

"A idéia é integrar o trabalho da Força Verde e da Polícia Federal para combater principalmente o desmatamento das florestas de araucária. O governador já aprovou o projeto colocando à disposição desta força-tarefa todos os recursos que o Estado dispõe - como viaturas, armamento e aeronaves - para que possamos fiscalizar melhor e prender criminosos que estão acabando com meio ambiente no Paraná", disse Delazari.

O governador tem determinado que as ações sejam rigorosas para evitar o desmatamento. Na região Centro-Sul do Paraná, estão as maiores reservas remanescentes de araucária que precisam ser protegidas. "Como a Polícia Federal já tem um mapeamento das áreas com problemas, o trabalho conjunto vai intensificar o combate", afirmou o superintende regional do Departamento de Polícia Federal do Paraná, delegado Mauricio Valeixo.

"Um trabalho em conjunto já e feito com o Ibama envolvendo os peritos da Polícia Federal para a identificação destas áreas do estado do Paraná, principalmente no que diz respeito às araucárias. O remanescente destas florestas hoje no estado é em torno de 0,8%. Nós precisamos ter muito cuidado para que este trabalho integrado com o Estado, através da Força Verde, permita à Polícia Federal realizar um trabalho mais profundo de prevenção e repressão a este tipo de crime", explicou Valeixo.

As fiscalizações da Polícia Federal nos últimos seis meses mostram que árvores nativas com mais de 100 anos estão sendo derrubadas para serem transformadas em carvão. A araucária é a árvore-símbolo do Paraná.

Para o secretário Delazari, a união de esforços será fundamental para acabar com as ações de desmatamento. "Se a gente não bater pesado, não coibir de forma muito intensa este tipo de crime, a araucária vai acabar no Paraná. Existem pessoas e empresários inescrupulosos que insistem em desmatar o meio ambiente, principalmente estas florestas. Vamos trabalhar juntos para acabar com este crime ", destacou.

continua após publicidade