Paraná

Paraná começa a operar rodovias sem pedágio neste sábado

Uma força-tarefa foi formada para a continuidade dos principais serviços que até então eram prestados pelas concessionárias.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Paraná começa a operar rodovias sem pedágio neste sábado
fonte: AEN
Paraná começa a operar rodovias sem pedágio neste sábado

A desativação de 27 praças de pedágio, que começou a zero hora deste sábado e segue a zero hora de domingo, além de marco histórico no Paraná após 24 anos de um contrato de concessão tão criticado quanto polêmico, é desafio operacional. Com o fim das concessões rodoviárias, uma força-tarefa foi formada pelas secretarias de Estado da Infraestrutura e Logística, da Saúde e da Segurança Pública, juntamente com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), para a continuidade dos principais serviços que até então eram prestados pelas concessionárias. 

continua após publicidade

A atuação, que valerá até o início dos novos contratos de concessão, foi detalhada nesta sexta-feira (26) em uma coletiva de imprensa com o governador Carlos Massa Ratinho Junior, os secretários Sandro Alex (Infraestrutura e Logística), Rômulo Marinho Soares (Segurança Pública) e Beto Breto (Saúde) e o superintendente regional da Polícia Rodoviária Federal do Paraná, inspetor Antônio Paim.

“Estamos virando uma página e buscando uma nova solução para a história do Paraná. Esse período de hiato será marcado pela vigilância e pelo cuidado dessas rodovias extremamente importantes, artérias que atravessam o Paraná. E por isso precisamos ter um trabalho de atenção e dedicação de todos os órgãos para que o período de transição entre contratos já marque uma vida nova”, afirmou o governador Ratinho Junior.

continua após publicidade

As operações incluem serviços de guinchos mecânicos, ambulâncias, inspeção de tráfego, atendimentos em casos de acidentes ou paralisação das pistas, canalização de fluxo nas praças de pedágio, entre outros serviços. Eles serão prestados nos 2,5 mil quilômetros de rodovias estaduais e federais que compõem o Anel de Integração até o início das novas concessões. A manutenção do pavimento e da faixa de domínio das rodovias federais retorna ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Já as rodovias estaduais ficam sob a administração do DER/PR, que promoveu um edital de licitação para conservação das estradas.

REFORÇO NA SAÚDE

Na área do atendimento a acidentes, o Estado reforçou a Rede de Atenção à Urgência, que agora abrange quase 100% do território paranaense. Os serviços  contarão com reforço de 54 ambulâncias – 16 do Siate, operadas pelo Corpo de Bombeiros, e 38 do Samu, que serão coordenadas pelos municípios e consórcios municipais, com o aporte mensal extra de R$ 2,77 milhões da Secretaria da Saúde. 

“Assim como durante toda a pandemia, no fim dos pedágios vamos trabalhar com o binômio de transparência e cautela. Transparência para compartilhar as notícias boas e as não tão boas. Cautela para tomar a melhor decisão no melhor momento”, afirmou o secretário de Saúde, Beto Preto.

Tags relacionadas: #FORÇA TAREFA #paraná #pedágio