Paraná

Motociclista fica em estado grave em acidente na BR-277

Condutor da moto bateu na traseira de carro que fazia retorno proibido na rodovia

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Moto BMW 1000 bateu na traseira do carro
fonte: Anderson Ayres / Banda B
Moto BMW 1000 bateu na traseira do carro

Um homem ficou em estado grave ao bater a moto que pilotava contra um carro na BR-277, próximo da divisa entre São José dos Pinhais e Morretes, na manhã deste domingo (3). O veículo Renault Clio fazia um retorno proibido quando foi atingido na traseira pela moto BMW 1000, que estava na pista contrária.

continua após publicidade

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a pista sentido Curitiba precisou ser interditada para que o helicóptero do Batalhão de Operações Aéreas da Polícia Militar (BPMOA) pudesse socorrer o motociclista.

No carro estavam quatro pessoas, duas delas tiveram ferimentos leves. Fernando, motorista do automóvel, alegou que não sabia que ali era proibido fazer a conversão.

continua após publicidade

Não tinha sinalização. Eu parei do outro lado, esperei limpar dos dois lados e fui fazer o retorno. Depois que eu já estava na via, que eu vi a placa quebrada falando que ali era permitido apenas veículos operacionais. Eu sai de casa para fazer o bem e aconteceu tudo isso. A moto apareceu do nada, deu na traseira do meu veículo, que levantou, rodou e foi parar no mato”, contou emocionado.

 

 O veículo Renault Clio fazia um retorno proibido fonte: Anderson Ayres / Banda B
O veículo Renault Clio fazia um retorno proibido

Fernando afirmou para o repórter Anderson Ayres que o motociclista estava em alta velocidade.

continua após publicidade

Acredito que ele estava a mais de 200 km/h, porque a pancada foi muito forte. Foi um susto muito grande. Na hora, eu achei que todo mundo iria morrer, porque eu pensei que quando o Clio voltasse para o meio da rodovia algum caminhão ou carro fosse pegar a gente. Quando parou de rodar, eu desci e corri atender o motociclista, porque tenho curso de primeiros socorros. Atendi, rezei e ele voltou a consciência”, relatou aos prantos.

Dona Geni era passageira do Clio e contou que eles iriam fazer doações em uma tribo indígena da região.

A gente estava entrando na pista de cá e o rapaz, em alta velocidade, com uma turma de motoqueiros, entrou com tudo na traseira do Clio. Nós estávamos indo na casa de um amigo nosso para pegá-lo para visitar uma tribo indígena. Estamos rezando para que o motociclista fique bem”, disse.

continua após publicidade

O condutor do carro fez o teste do bafômetro, que não acusou consumo de bebida alcoólica. O motociclista foi encaminhado ao hospital pelo helicóptero do BPMOA.

As informações são do portal Banda B.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News