Paraná

Gaeco investiga denúncia de propina policial na região Oeste

Gaeco cumpre ordens de busca e apreensão em Foz e São Miguel do Iguaçu em ação que investiga suposto pedido de propina por policial

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Ministério Público do Paraná, núcleo de Foz do Iguaçu
fonte: MPPR
Ministério Público do Paraná, núcleo de Foz do Iguaçu

O Ministério Público do Paraná, por meio do Núcleo de Foz do Iguaçu do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), cumpre nesta quinta-feira (12), seis mandados de busca e apreensão nas cidades de Foz do Iguaçu e São Miguel do Iguaçu, na região Oeste do Estado.

continua após publicidade

Os alvos da ação são um investigador de polícia e um empresário.

O Gaeco apura possível pedido de propina pelo agente público a familiares de um preso que se encontrava detido na Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu, em troca de suposta facilitação para a transferência dele para a Delegacia de Polícia de São Miguel do Iguaçu, além de tratamento privilegiado. Os fatos teriam ocorrido em agosto de 2020, época em que o investigador estava lotado na DP.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News