Geral

Cadela Margarida perde filhotes e é resgatada após chuva na Grande SP

Da Redação ·

LEANDRO MACHADO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A vira-lata Margarida saiu chorando muito, não parava quieta. Parecia querer buscar refúgio nos braços de quem estava ali. Seus dois filhotes, nascidos há poucos dias, não resistiram à enchente e morreram afogados.
Margarida foi resgatada na tarde desta sexta (11) por moradores de Caieiras, cidade na Grande São Paulo atingida pelas chuvas.
Desde a madrugada, ela e outros dois cachorros, Tobias e Jade, ficaram presos em galpão que abriga cães abandonados na cidade. O local inundou.
Há 18 mortes confirmadas, 16 delas na Grande São Paulo e duas no interior em razão das chuvas. Acompanhe aqui a cobertura em tempo real.
Do lado de fora, uma espécie de lago fecha a rodovia Tancredo Neves, que corta o município. A água entrou, atingiu quatro metros, e eles ficaram. Sobrevieram porque subiram uma escada e ficaram numa parte alta.
Moradores sabiam que eles estavam lá, vivos ou mortos. Foram checar, mas precisaram esperar até às 14h30, quando a água baixou um pouco.
Rita de Cássia Andrade, 49, e outros quatro, entraram no galpão. "Encontrei primeiro a Jade", conta ela, emocionada. Depois ela salvou Margarida, que saiu chorando. Tobias, mais animado, deixou a água pulando, querendo festa.
Pessoas que acompanhavam o resgate ficaram emocionadas. Entre eles,um grupo de funcionários de um presídio de Franco da Rocha, que, por conta do alagamento, acabaram presos no meio da rodovia, sem conseguir passar.
"Eles se salvaram por puro instinto de sobrevivência. Uma pena que os filhotes não conseguiram sair da água", diz Rita, que começou a chorar, como a cadela Margarida.

continua após publicidade