Economia

Bolsas da Europa fecham em alta, impulsionadas por ações de aéreas

Da Redação ·

Na contramão dos mercados asiáticos e americanos, as bolsas da Europa fecharam em alta nesta quinta-feira, com exceção de Lisboa, impulsionadas por ações de companhias aéreas. Ao longo do pregão, investidores acompanharam a divulgação de dados econômicos da região e dos EUA, além de comentários da presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde.

continua após publicidade

Nesse cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia com ganho de 0,44%, a 465,95 pontos. Em Londres, o FTSE 100 avançou 0,16%, a 7.027,48 pontos. Os papéis da Ryanair subiram 8,27% após a companhia aérea anunciar que sua meta de crescimento de passageiros em um período de cinco anos passou para 225 milhões, um aumento de 50% em relação aos níveis de 2019.

"Foi um dia ligeiramente melhor para os mercados na Europa, que ignoraram uma rescaldo fraco da Ásia, com alguns ganhos decentes para viagens e lazer, que desfrutaram de uma trégua depois do anúncio da Ryanair", diz o analista-chefe de mercados da CMC, Michael Hewson. As ações da EasyJet e da International Consolidated Airlines (AIG) também foram beneficiadas e avançaram 7,17% e 3,89%, respectivamente.

continua após publicidade

Durante a sessão, as bolsas europeias também ganharam força após a divulgação das vendas no varejo dos EUA, que registraram uma inesperada alta de 0,7% em agosto ante julho. Na zona do euro, por sua vez, as exportações aumentaram 1% em julho ante junho.

Em discurso desta quinta, Lagarde, do BCE, disse que os suportes fiscal e monetário continuam necessários para a continuidade da recuperação econômica do bloco comum. Nos mercados em geral, há preocupações sobre a retomada global, com dados de atividade fracos na China e a possibilidade de default da incorporadora chinesa Evergrande.

Em outras praças, o índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, subiu 0,23%, a 15.651,75 pontos, e o CAC 40, de Paris, teve alta de 0,59%, a 6.622,59 pontos, com avanço de 2,24% das ações da Airbus.

continua após publicidade

O FTSE MIB, de Milão, por sua vez, ganhou 0,78%, a 25.963,93 pontos.

Nas praças ibéricas, o Ibex 35, de Madri, avançou 1,14%, a 8.733,70 pontos.

Na contramão, o PSI 20, de Lisboa, registrou perda de 0,20%, a 5.337,34 pontos.