Economia

BoJ irá 'pacientemente' seguir com política ultra-acomodatícia, diz presidente

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O presidente do Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, disse nesta segunda-feira, 16, que a instituição seguirá "pacientemente" com sua política ultra-acomodatícia e irá apoiar os investimentos de empresas com seus estímulos monetários.

continua após publicidade

Kuroda disse também que os preços no Japão não devem continuar subindo por muito tempo, num momento em que a inflação local se aproxima da taxa de 2% que o BoJ persegue em meio aos efeitos da guerra entre Rússia e Ucrânia.

Ele comentou ainda que é importante que a taxa de câmbio reflita os fundamentos econômicos e que movimentos excessivos e de curto prazo do iene podem ampliar as incertezas.