Cotidiano

Teste para o censo encontra mais idosos do que adolescentes em bairro do Rio

Da Redação ·

O primeiro teste para o Censo Demográfico de 2022 realizado em campo em meio à pandemia de covid-19 encontrou mais mulheres do que homens, mais idosos do que crianças e adolescentes, mais entrevistados presenciais do que virtuais. O censo deveria ser realizado em 2020, mas já passou por dois adiamentos por falta de orçamento.

continua após publicidade

Os resultados preliminares são referentes ao levantamento censitário conduzido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) entre 6 e 24 de setembro nos 2.774 endereços encontrados na Ilha de Paquetá, na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro. O bairro carioca tem uma população de 3.612 habitantes, sendo 1.935 mulheres (53,6%) e 1.677 homens (46,4%). As crianças e adolescentes, ou seja, pessoas com menos de 18 anos, correspondiam a 16,9% da população, enquanto que idosos com 60 anos ou mais de idade somavam 31,6% do total de moradores. Segundo o IBGE, cerca 85,4% da população da ilha eram potenciais eleitores, ou seja, tinham 16 anos ou mais de idade.

A ilha de Paquetá tem área de 1,216 k², com densidade demográfica de 2.970 habitantes por km². A média de moradores por domicílio foi de 2,37 pessoas.

continua após publicidade

Dos endereços visitados, 56% eram domicílios particulares permanentes ocupados, enquanto 24% eram domicílios particulares permanentes de uso ocasional, 14% eram domicílios particulares permanentes vagos e 6% eram estabelecimentos.

Nos endereços que estavam ocupados, 1.552 lares, 96,3% (1.494 domicílios) tiveram entrevistas presenciais, 0,9% por telefone (14) e 0,9% via internet (14). O IBGE informa que oferece a possibilidade de as entrevistas censitárias serem feitas pela internet, mas a maioria da população tem preferido ser entrevistada presencialmente.

De todos os domicílios ocupados registrados, em apenas 2% não houve entrevista: em 0,77% por dificuldades em encontrar os informantes e 1,16% por recusas explícitas.

continua após publicidade

O rendimento médio dos responsáveis pelos domicílios em Paquetá é de R$3.613,47, mas metade deles recebe R$ 2.300,00 ou menos.

O teste do censo identificou ainda que cerca de 93,5% dos domicílios da ilha têm acesso à rede geral de distribuição de água; 70,8% dos lares estão em ruas com bueiros para drenagem pluvial; 89,2% estão em ruas com calçadas; e 72,8%, em ruas arborizadas.

O bairro foi escolhido por ter sido alvo de um programa de vacinação especial da população contra a covid-19, conduzido pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio, que resultou em cerca de 85% da população adulta já imunizada no mês de agosto. Os técnicos do órgão estatístico testaram a abordagem aos informantes em ambiente controlado e realizaram a operação censitária em formato de um Pré-Teste de Homologação de Equipamentos e Sistemas.

continua após publicidade

Nova rodada de testes preparatórios

continua após publicidade

O IBGE vai começar em novembro uma nova rodada de testes preparatórios em todo o País para o Censo Demográfico 2022.

A partir do próximo dia 4, as equipes do censo farão testes similares nas 27 Unidades da Federação: no bairro Tucumã, Rio Branco (AC); no município de Coqueiro Seco (AL); no bairro de Laguinho, Macapá (AP); na localidade de Novo Remanso, Itacotiara (AM); no bairro de Amaralina, Salvador (BA); no distrito de Ema, Pindoretama (CE); na região administrativa de Samambaia, Brasília (DF); no bairro de Araçás, Vila Velha (ES); no município de Damolândia (GO); no município de Bacabal (MA); no distrito de Sucuri, Cuiabá (MT); no bairro de União, Campo Grande (MS); no bairro Minas Brasil, Belo Horizonte (MG); no bairro Vila, Distrito de Mosqueiro (PA); no município de Capim (PB); no município de Jardim Olinda (PR); no distrito de Macujê, Aliança (PE); no município de Lagoinha do Piauí (PI); no município de Engenheiro Paulo de Frontin (RJ); no município de Passagem (RN); no distrito de Jardim Estalagem, Viamão (RS); no bairro Liberdade, Porto Velho (RO); no município de Mucajaí (RR); no município de Tigrinhos (SC); no bairro Prosperidade, São Caetano do Sul (SP); no município de Feira Nova (SE); e no município de Lajeado (TO).

O IBGE informou nesta sexta-feira, 15, que conseguiu o aval da equipe econômica do governo para a recomposição do orçamento necessário para a realização do Censo Demográfico em 2022, através de uma emenda ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) 2022 apresentado pelo governo federal ao Congresso Nacional.

"O IBGE informa que a Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento autorizou emenda ao PLOA-2022 fixando o valor total de R$ 2.292.907.087,00 para o orçamento do Censo Demográfico 2022 a ser realizado pelo IBGE", divulgou o órgão estatístico.

A emenda ainda precisa ser votada pelos parlamentares, mas desta vez a suplementação teve a chancela do poder executivo. De acordo com o IBGE, a Secretaria do Tesouro informou em ofício à Advocacia Geral da União (AGU) que "é possível" a ampliação do orçamento do Censo nos termos esclarecidos pelo órgão estatístico ao Supremo Tribunal Federal (STF).

"Os recursos complementares sairão do Fundo de Garantia à Exportação (FGE), supervisionado pelo Ministério da Economia", apontou a nota do IBGE.

O instituto vinha enfrentando dificuldades para garantir os recursos necessários para o Censo Demográfico, que deveria ter ido a campo em 2020, mas já passou por dois adiamentos. Em maio deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu em plenário que o governo federal tem obrigação de realizar o Censo Demográfico. Desde então, o IBGE alerta para a necessidade de recomposição do orçamento.