Cotidiano

Bolsonaro recebe alta hospitalar após sentir desconforto

O presidente foi submetido a exames e deixou o hospital na manhã desta terça (29)

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Bolsonaro recebe alta hospitalar após sentir desconforto
fonte: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) deixou o Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, na manhã desta terça-feira (29). Ele estava no local desde a noite de segunda-feira (28), quando deu entrada, segundo o ministro das Comunicações, Fabio Faria, para submeter-se a exames devido a um "desconforto".

continua após publicidade

Na segunda-feira (28), Bolsonaro se dirigia a um evento do Republicanos, partido da base de apoio ao governo, quando precisou ir para o hospital. De acordo com a primeira-dama Michelle Bolsonaro, que compareceu ao evento, o presidente passava bem.

"Primeira-dama Michelle, receba os nossos cumprimentos, as nossas orações. Tenho certeza que o presidente está bem. São apenas uns exames que ele está fazendo, por isso não está presente aqui", disse o deputado Marcos Pereira, presidente do partido, durante o evento, no qual se filiaram ao partido os ministros Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

continua após publicidade

Em janeiro deste ano, ele ficou dois dias internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, devido a uma obstrução no intestino. Na ocasião, o médico que acompanha o presidente desde 2018, Antônio Luiz Macedo, informou que o problema tinha sido provocado por um camarão não mastigado corretamente.

Em 2018, Bolsonaro foi alvo de uma facada durante a campanha eleitoral. Desde então, foi submetido a quatro cirurgias em decorrência do que ocorreu. Além disso, realizou outros dois procedimentos não relacionados à facada, uma cirurgia para retirada de cálculo na bexiga e uma vasectomia. Em julho de 2021, Bolsonaro apresentou soluços persistentes e foi internado após ser diagnosticado com obstrução intestinal.

Com informações do site g1. 

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News