Arapongas

Prefeito participa de entrega de título de Cidadão Honorário

A homenagem foi entregue a Dionysio Neto e Santo Lázaro (in memorian).

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Prefeito participa de entrega de título de Cidadão Honorário
Prefeito participa de entrega de título de Cidadão Honorário

Em sessão solene realizada na noite da última sexta-feira, 26, a Câmara Municipal de Arapongas fez a entrega de títulos de Cidadania Honorária a Santo Lázaro Barros (in memorian), conferido pelo Decreto Legislativo 122/2004, de iniciativa do então vereador Osvaldo Simões de Mello e, ao Dr. João Dionysio Rodrigues Neto, conferido pelo Decreto Legislativo 199/2021, de iniciativa do vereador Milton Aparecido Xavier. O Título de Cidadão Honorário equipara a pessoa homenageada a uma adoção oficial. A pessoa agraciada passa a ser um conterrâneo. A honraria serve de incentivo para que o espírito de cooperação continue se preservando e manifeste sentimentos de cidadania, que são todas as implicações decorrentes de uma vida em sociedade.

continua após publicidade

O vereador Marcelo Junio de Souza, vice-presidente da Câmara Municipal, presidiu a sessão solene e disse ter ficado muito honrado, juntamente com seus pares, em homenagear pessoas marcadas por grandes histórias, muita coragem e importantes vitórias. “Os homenageados são exemplos de seres humanos que muito nos orgulham. Trata-se, para todos, de um momento extremamente feliz”, comentou.O prefeito Sérgio Onofre também participou da sessão e, visivelmente emocionado, fez questão de destacar as qualidades dos homenageados. “Trata-se de uma justa homenagem e parabenizo os vereadores por isso. São exemplos de cidadãos que se preocuparam e se preocupam com a sociedade como um todo e com a família. Entendemos a importância de valorizar e homenagear aqueles que contribuíram ao longo da história do nosso município para o seu desenvolvimento”, disse o prefeito. 

OS HOMENAGEADOS 

continua após publicidade

João Dionysio Rodrigues Neto, nasceu em 02 de fevereiro de 1944, em Santa Cruz do Rio Pardo, interior de São Paulo. Filho de Antônio Rodrigues de Oliveira e Tereza Cappai de Oliveira, teve quatro irmãos: Lourdes, Leonilda e Lauro já falecidos, além de Maria Zelinda, que atualmente reside em Arapongas. A família Rodrigues se mudou para nossa cidade por volta de 1946, quando Dionysio tinha apenas 02 anos. Foi criado e passou a infância morando na Vila Aparecida, tradicional bairro local. Com apenas seis anos, Joãozinho, como carinhosamente era chamado pelos amigos, começou a trabalhar. Após a escola, era balconista no bar do Sr. Anastácio Norvilla, onde ficou especialista em servir rabo de galo (mistura de pinga com cinzano) para os trabalhadores do IBC (Instituto Brasileiro de Café). Aos doze anos, concluiu o curso de datilografia em Jandaia do Sul, enquanto também trabalhava em uma farmácia. Quando jovem, formou-se técnico em contabilidade, e trabalhou como contador com o Professor José Carlos de Moraes e no escritório Sanchez. No mesmo período, era redator esportivo da Rádio Arapongas, cobrindo o verdadeiro Arapongão (como ele mesmo diz).

Em 1964, Dionysio fundou a querida Revista da Cidade, mais tradicional veículo de comunicação de Arapongas, que hoje possui 57 anos de história estampada em suas quase 600 edições. Idealizou várias gincanas nos colégios de nossa cidade. Promoveu alguns concursos como Rainha do Comércio, Rainha dos Contabilistas, Bancário do Ano e Operário Padrão. Sem falar nos tradicionais desfiles do Miss Arapongas e a emocionante Noite de homenagens aos pioneiros. Trouxe até algumas celebridades para Arapongas, como o Rei Roberto Carlos. Entre as décadas de 60 e 70, foi professor no Curso Técnico de Contabilidade do Colégio Comercial, atualmente Colégio Estadual Marques de Caravelas, onde fez amigos para a vida toda. Em 1978, formou-se em Direito pela UEL (Universidade Estadual de Londrina), dando início a uma brilhante carreira como advogado, sendo exemplo a vários companheiros de profissão. Casou-se com Marlene Fiuza Rodrigues e teve cinco filhos: Deise, Denise e Ricardo já falecidos, além de Júlio César e Claudia. Da união com Silvia Felici, teve mais dois filhos, Rodrigo e Milene, que nos deixou em 2016. A família cresceu e hoje Dionysio tem quatro netos, Felipe, Bruna, Júlia e Sophia. João Dionysio Rodrigues Neto chegou a Arapongas ainda Joãozinho. Foi filho, pai e avô. Balconista, Contador, Radialista, Escritor e Advogado. Estudou, trabalhou e virou Dionysio Neto, exemplo pelo o que foi e pelo o que é. Do Dr. Dionysio crítico e sistemático, ao “Lóri” carinhoso e dono de um coração imenso, pode ser resumido com o nome de sua canção predileta: “Gente Humilde” e forte.

 Santo Lázaro Barros (in memorian) – nasceu em 25 de agosto de 1949, no município de Cafelândia (PR); filho de Antonio Lázaro Martins e Francisca Barros; casado com Sueli Aparecida Giocondo Lázaro, com quem teve 06 filhos. Ilustre executivo comercial, tendo exercido suas principais atividades de 1965 a 1972 como lojista; de 1974 a 2000 como diretor comercial na Moval; de 2002 a 2004 como diretor comercial na Araplac, onde com seu trabalho e dinamismo contribuiu imensamente para o crescimento dessas empresas, que hoje empregam um grande número de pessoas e geram impostos que permitem que o município se desenvolva e se destaque no cenário nacional. Sempre foi uma pessoa extremamente simples e muito sensível, trabalhando sempre em prol da comunidade, conquistando a admiração e respeito de toda a população araponguense. Sempre contribuiu com as atividades sociais e nunca se negou a ajudar o seu próximo. Destacando-se por ser um profissional extremamente competente; pessoa honesta e justa. Faleceu em setembro de 2021.