GERAL

ATUALIZADA - Feriado prolongado registra 74 mortes e 1.150 feridos nas estradas federais

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O feriado de Corpus Christi terminou com 74 pessoas mortas e 1.150 feridas nas estradas federais, segundo balanço divulgado nesta segunda-feira (19). De acordo com os dados da Polícia Rodoviária Federal, os dois índices tiveram redução em relação ao mesmo feriado no ano passado.

A operação especial da corporação teve início na última quarta (14) e terminou no domingo (18). Nesses cinco dias, foram contabilizados 230 acidentes graves -aqueles com feridos graves ou óbitos-, o que corresponde a uma queda de 20,7% na comparação com os 290 de 2016.

No caso dos feridos, a queda foi de 6,7%, passando de 1.232 no ano passado para 1.150 em 2017, e de 37% na contagem de mortes, pulando dos 118 óbitos registrados em 2016 para 74 neste ano. O número geral de acidentes, que incluem as batidas sem feridos graves ou mortes, não foi informado pela Polícia Rodoviária Federal.

Um dos acidentes mais graves aconteceu na região próxima ao povoado de Paus, em Monte Alegre do Piauí (786 km de Teresina), onde um ônibus tombou, deixando dez mortos e 18 feridos, no último sábado (17).

Durante os cinco dias, policiais rodoviários federais também realizaram 47.357 testes do bafômetro, que resultaram em 941 autos de infração por embriaguez -aumento de 32% em relação a 2016, quando foram registrados 714. Ao todo, 120 condutores foram detidos por dirigir sob efeito de álcool.

As fiscalizações resultaram ainda em 3.149 autuações por falta de cinto de segurança e 454 autos de infração por falta de capacete. Outros 391 condutores foram autuados por falta do uso de cadeirinha -um aumento de 50% em relação ao ano passado, quando foram registradas 261 autuações desse tipo.

A ultrapassagem irregular também marcou o feriado prolongado como um dos principais motivos de multa -ao todo, 5.262 condutores foram autuados por cometer essa infração. A polícia também registrou 76.082 imagens de condutores com excesso de velocidade com radares em rodovias federais.

Apenas em São Paulo, o feriado de Corpus Christi contabilizou 58 acidentes, que resultaram em 57 pessoas feridas e três mortes. Além disso, 79 pessoas foram flagradas sem cinto de segurança, 35 fazendo uso de telefone celular e 123 fazendo ultrapassagem em locais proibidos.

Discuta aqui

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Topo