Cotidiano

Após cavar lama com enxada, mãe descobre que filha morreu

Por horas, ela fez de tudo para tentar localizar sua filha Maria Eduarda, de 17 anos

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Após cavar lama com enxada, mãe descobre que filha morreu

Gizelia de Oliveira Carminate, de 36 anos, amanheceu nesta quarta-feira (16) diante do monte de lama e destroços no Morro da Oficina, em Petrópolis. Por horas, ela fez de tudo para tentar localizar sua filha Maria Eduarda, de 17 anos. Até receber a confirmação de que jovem havia falecido.

continua após publicidade

Com uma enxada nas mãos, ela chegou ao local antes mesmo dos bombeiros e, num gesto de desespero, usou a ferramenta para cavar e remexer a terra em busca de um sinal de sua filha. “Minha filha está soterrada”, repetia Gizelia.

Ela percorreu diversos pontos possíveis, na base e no alto do terreno, sempre gritando pelo apelido da filha: “Duda! Duda!”

continua após publicidade

A jovem foi uma das vítimas do deslizamento que destruiu dezenas de casas no Morro da Oficina no fim da tarde de terça-feira (15).

Maria Eduarda residia no Rio e estava em Petrópolis para visitar sua afilhada de 2 anos.

A mãe acompanhou de perto o trabalho dos bombeiros ao longo de todo o dia e, nesta tarde, recebeu a confirmação da morte de sua filha, assim como da bebê.

Com informações do Metrópoles.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News