Apucarana

Polícia Civil abre inquérito para apurar ataque homofóbico

Quatro homens fizeram ataques homofóbicos e ameaças às donas do estabelecimento, localizado no centro da cidade

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
O delegado Marcus Felipe Rocha começa a ouvir os envolvidos nessa semana
fonte: Arquivo/Tribuna
O delegado Marcus Felipe Rocha começa a ouvir os envolvidos nessa semana

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o caso do ataque homofóbico às proprietárias de um bar localizado no centro de Apucarana, na madrugada de quinta-feira (10) passada. O delegado Marcus Felipe Rocha informou que ainda nesta semana deve começar a ouvir todos os envolvidos no caso, a partir das duas vítimas que registraram o boletim de ocorrência.

continua após publicidade

Como se recorda, as empresárias relataram que dois carros pararam na frente do bar após o fechamento das portas, quando quatro homens se aproximaram e teriam iniciado uma série de agressões verbais e ameaças às duas mulheres e também a vandalizar o espaço. Um dos homens chegou a urinar na frente do estabelecimento.

As duas mulheres acionaram a empresa de segurança particular e também a Polícia Militar, durante o ataque. Segundo as empresárias, toda a ação foi gravada pelas câmeras de segurança instaladas no estabelecimento, o que teria inclusive permitido a identificação dos agressores.

continua após publicidade

O delegado informou que só a partir das intimações e das oitivas das pessoas envolvidas poderá confirmar a identificação dos agressores para a tomada de providências legais. “Ainda estamos numa fase inicial das investigações”, resumiu.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News