Apucarana

Escola da Polícia Militar é confirmada na região

10º BPM de Apucarana e a 7ª CIPM de Arapongas já prepararam a estrutura para receber os alunos soldados

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Apucarana também será sede de uma escola de formação de soldados no 10º BPM
fonte: TNonline
Apucarana também será sede de uma escola de formação de soldados no 10º BPM

O 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Apucarana e a  7ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Arapongas, no norte do Paraná, confirmaram a abertura de escolas para a formação de soldados para PM e do Corpo de Bombeiros. A informação foi divulgada após o  governador Ratinho Junior anunciar, nesta segunda-feira (27), a contratação de 3,4 mil novos militares aprovados no concurso público realizado pela Secretaria da Segurança Pública no ano passado.

continua após publicidade

No 10º BPM, a estrutura já está preparada com sala de aula e estande de tiro. O comando não soube informar quantos alunos soldados farão o curso na unidade. Contudo, a previsão da Sesp é que até agosto os aprovados estejam disponíveis para iniciar as atividades.

Em Arapongas, a 7ª CIPM confirmou que o curso de formação começará em 25 de julho com terá 30 alunos soldados. Toda a estrutura necessária para o treinamento já está preparada, afirma a tenente Andressa Viana. Segundo ela, além dos cursos de abordagem, tiro, direito, legislação, esse ano a novidade é que os alunos aprenderão Língua Brasileira de Sinais (Libras).

continua após publicidade

Ainda de acordo com a tenente, o curso tem até 1 ano de duração, no entanto, a data certa para o término será determinada pelo comando-geral da PM. A expectativa é que, com os novos soldados formados, o efetivo policial da região seja ampliado. “Será maravilhoso porque a gente está precisando de policiais para compor as ruas, melhorar a segurança pública”, comenta Viana. 

CONTRATAÇÃO

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou a contratação de 2 mil policiais militares e 400 bombeiros militares aprovados no concurso público realizado pela Secretaria da Segurança Pública no ano passado. Ratinho Junior anunciou ainda a ampliação do número de vagas previstas, com o chamamento de mais mil candidatos, de acordo com a ordem de classificação no processo seletivo. A expectativa da Secretaria é que os novos policiais e bombeiros militares tomem posse até agosto e estejam disponíveis para as atividades de formação.

continua após publicidade

“Estamos convocando mais 2.400 policiais e bombeiros militares, que passam a integrar as duas instituições e vão passar por um processo de formação da Academia do Guatupê. Ainda nesta semana vou convocar também mais mil pessoas que passaram no concurso público. No total, serão 3,4 mil novos militares que vão entrar na nossa corporação”, disse Ratinho Junior.

O anúncio foi feito durante uma cerimônia na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais (RMC), que marcou a entrega de novos veículos para ampliar a frota das forças de segurança, além de anunciar novas contratações também para a Polícia Civil. Conforme informações apuradas junto à PM, a previsão é que o 10º BPM receba duas viaturas, sendo uma Toyota Hilux e uma Mitsubishi L200. Já para 7ª CIPM a previsão são dois veículos modelo Toyota Hilux.

“É um fortalecimento da segurança pública do Estado, uma modernização que fazemos com novas viaturas, helicópteros, drones e inclui que também o aumento do contingente”, afirmou. “Segurança pública é feita de duas formas: com a presença física do policial, e também com tecnologia e inteligência”.

continua após publicidade

“Essas contratações efetivadas pelo Governo do Estado em todas as polícias vão trazer um impacto muito positivo, permitindo um replanejamento das instituições policiais. A segurança pública é um desafio constante, e as instituições têm que focar seus esforços para baixar os índices de criminalidade”, explicou o secretário estadual da Segurança Pública, Wagner Mesquita.

A ampliação do efetivo, ressaltou ele, fará diferença nas ruas. “A presença do policiamento preventivo e ostensivo é muito importante. Assim que esses novos policiais estiverem prontos para ir para as ruas, a Polícia Militar terá um tempo de resposta menor e uma presença muito maior, e os crimes de ocasião tendem a cair muito”, afirmou.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News