APUCARANA

Polícia Civil encontra restos mortais enterrados em cafezal

A Polícia Civil localizou na tarde desta quinta-feira (10), restos mortais enterrados em um cafezal, no Parque Bela Vista, em Apucarana. As buscas começaram por volta das 15h30 e o local da cova foi indicado por um suspeito preso nesta semana.

O caso tem relação com o assassinato de um casal usuário de drogas. Os corpos esquartejados foram encontrados na semana passada em um poço desativado. 

O rapaz, que não teve o nome divulgado, estava escondido em Mandaguari. Ele foi levado até a chácara e apontou o local onde um corpo estaria enterrado. Segundo a polícia, ele disse ter cavado o buraco para pagar uma dívida de drogas. 

Investigadores escavaram o local e até às 17 horas tinham encontrado cabelos, um pé e uma mão. 

Relembre o caso
Na semana passada, o setor de homicídios recebeu informação de que pessoas iriam desenterrar um corpo que estaria em um cafezal nos fundos de uma chácara, no Parque Bela Vista, e iriam incendiá-lo em meio a pneus. A denúncia foi constatada pela polícia que na sequência encontrou os corpos esquartejados em um poço desativado. A suspeita é que sejam de Arislian Glenda Lemos, 24 anos e Valdecir Amarildo Gonçalves, 52 anos.A polícia chegou até os nomes através de investigações, contudo, a confirmação só será possível após laudo do Instituto Médico Legal (IML).

O delegado José Aparecido Jacovós, chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP), acompanhou os trabalhos nesta quinta-feira (10). Segundo ele, a polícia apurou que a chácara pertence a uma companhia de energia elétrica e estava sob os cuidados de um senhor, que plantou os pés de café. O agricultor informou que a propriedade foi tomada por um traficante que usa o local para esconder entorpecentes. 

Leia mais na edição desta sexta-feira (11), do jornal Tribuna do Norte. 

Discuta aqui

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Topo