ESCLARECIMENTO

Hospital da Providência diz que 9 pacientes morreram em 24 horas

img

Hospital da Providência, de Apucarana. Foto: Sérgio Rodrigo

O Hospital da Providência de Apucarana informou em nota divulgada neste sábado (15) que nove pacientes morreram na unidade no período de 24 horas. A direção decidiu se manifestar, por meio da assessoria de imprensa, após informação de que 12 pessoas teriam falecido na unidade entre terça-feira (11) e quarta-feira (12).

Na nota, a direção ressalta que nove óbitos ocorreram no Hospital da Providência e um natimorto no Hospital Materno Infantil. Os pacientes que foram a óbito apresentavam quadros clínicos considerados graves, além de fragilidade e idade acima de 70 anos na maioria dos casos. Eram tratados por médicos de diferentes especialidades e ocupavam unidades de internação, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e setor de convênios. 

A unidade é referência para o Vale do Ivaí, e recebe pacientes de diversas cidades que, em alguns casos, não possuem um pronto atendimento para prestar assistência ao paciente antes de encaminhá-lo para o hospital. Além de receber pacientes de urgência e emergência trazidos pelo Corpo de Bombeiros e Samu e encaminhamentos da Unidade de Pronto Atendimento. O Hospital da Providência também recebe diversos pacientes vítimas de violência e outros casos de ocorrência policial. Por profundo conhecimento dessas características tão adversas de um hospital geral, a Direção monitora sistematicamente os óbitos ocorridos na instituição, mantendo indicadores onde há avaliação se o óbito é compatível com a patologia do paciente. 

Revisão de óbito
Também foi implantada a Comissão de Revisão de Óbito, Comissão de Mortalidade Infantil, Classificação de Risco na UTI Adulto, entre outras providências que possam contribuir para uma assistência segura e eficiente. 

O Hospital da Providência e Hospital Materno Infantil destacam que mantém médicos plantonistas no Pronto Socorro, UTI Adulto, UTI Neonatal, Pediatria e Maternidade, além de médicos de plantão em sobreaviso. Ao todo, cerca de 24 médicos estão à disposição do pacientes a qualquer momento durante 24 horas por dia. Além disso, as unidades contam com equipe de enfermagem capacitada e preparada para atender protocolos recomendados pelo Ministério da Saúde.  

Discuta aqui

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Topo